00:00:00
15 Sep

‘Não é somente a questão do recurso’, diz presidente de órgão responsável pela obra do Canal do Fragoso

Com as reclamações de moradores após a terceira enchente em quatro anos em Olinda, após as chuvas da quarta-feira (24), o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Bruno Lisboa, informou nesta sexta (26) que as ações judiciais após desapropriações foram um problema na obra do Canal do Fragoso. A previsão é de que a primeira etapa seja entregue em janeiro de 2020. 

Moradores de bairros como Jardim Fragoso e Casa Caiada, próximos ao canal, ficaram ilhados na enchente de quarta-feira (24). No dia seguinte, ainda havia ruas alagadas nos bairros e pontos sem energia elétrica. Nesta sexta-feira (26), os moradores ainda contabilizam os prejuízos.

Com dois contratos orçados em R$ 206 milhões e conclusão prevista para 2016, a obra começou em 2013 e vai da PE-15, em Olinda, e segue até a Ponte do Janga, em Paulista. Ao todo, segundo o presidente da Cehab, 700 imóveis foram desapropriados devido às obras. “Isso gera ações judiciais, gera uma série de problemas”, afirma Lisboa.

“Não é somente ter a questão do recurso, mas às vezes a pessoa que está sendo desapropriada entra com uma ação na Justiça, que tem todo o direito. […] Então tem que parar, tem que se defender, tem que ser julgada e tem que ser paga. […] Tem muita gente que só saiu agora, porque uma ação leva três, quatro anos”, diz o presidente da Cehab.

 
Imagem mostra a situação da cidade de Olinda na quarta-feira (24); diversos bairros ficaram alagados — Foto: Reprodução/TV Globo

Imagem mostra a situação da cidade de Olinda na quarta-feira (24); diversos bairros ficaram alagados — Foto: Reprodução/TV Globo

Ainda segundo Lisboa, o momento de desapropriações foi suplantado. “Os últimos 12 imóveis estão sendo demolidos. A primeira etapa do canal, que são 2,5 km, será entregue em janeiro de 2020. É uma determinação nossa”, afirma.

A partir de 30 de agosto, há previsão de que seja dada uma ordem de serviço para a construção de vias marginais. “Essa obra tem um prazo de 12 meses”, diz o presidente da Cehab.

“No nosso cronograma, dentro do nosso planejamento, a gente espera entregar toda essa obra à população em novembro de 2022. Temos um grupo de trabalho e o Tribunal de Contas [do Estado] faz o acompanhamento dessa obra e isso pode ser acompanhado pelo cidadão”, diz Lisboa.

Chuvas

Na quarta-feira (24), com as chuvas na Região Metropolitana do Recife, diversos bairros de Olinda ficaram completamente alagados. Ao todo, 12 pessoas morreram em Olinda, no Recife e em Abreu e Lima, devido a deslizamentos de barreiras.

 
Veja as cidades onde ocorreram as 12 mortes causadas pelas chuvas no Grande Recife — Foto: Arte/G1

You may be interested

Mesmo com resultado negativo do IBC-Br, tendência é de recuperação gradual da economia
Economia
8 visualizações
Economia
8 visualizações

Mesmo com resultado negativo do IBC-Br, tendência é de recuperação gradual da economia

Rosana Flores - 13/09/2019

O resultado negativo do índice de atividade do Banco Central, o IBC-Br, divulgado nesta sexta-feira (13), interrompe a sequência de alta que vinha desde maio. Mas será mesmo…

Pernambuco registra 6.645 roubos em agosto de 2019
Crimes
8 visualizações
Crimes
8 visualizações

Pernambuco registra 6.645 roubos em agosto de 2019

Rosana Flores - 13/09/2019

Pernambuco contabilizou 6.645 roubos, em agosto de 2019, de acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS). O número, divulgado nesta sexta-feira (13), é 13,28% menor do…

Adolescente de 15 anos passa nove meses esperando gêmeos e após parto recebe apenas um bebê
Pernambuco Agora
8 visualizações
Pernambuco Agora
8 visualizações

Adolescente de 15 anos passa nove meses esperando gêmeos e após parto recebe apenas um bebê

Rosana Flores - 13/09/2019

"Imagina o meu neto crescer pensando que o irmão dele foi levado? Se for erro das clínicas, vamos aceitar, mas se tinha outro bebê, vivo ou morto,…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Most from this category