00:00:00
26 May

‘Não é somente a questão do recurso’, diz presidente de órgão responsável pela obra do Canal do Fragoso

Com as reclamações de moradores após a terceira enchente em quatro anos em Olinda, após as chuvas da quarta-feira (24), o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Bruno Lisboa, informou nesta sexta (26) que as ações judiciais após desapropriações foram um problema na obra do Canal do Fragoso. A previsão é de que a primeira etapa seja entregue em janeiro de 2020. 

Moradores de bairros como Jardim Fragoso e Casa Caiada, próximos ao canal, ficaram ilhados na enchente de quarta-feira (24). No dia seguinte, ainda havia ruas alagadas nos bairros e pontos sem energia elétrica. Nesta sexta-feira (26), os moradores ainda contabilizam os prejuízos.

Com dois contratos orçados em R$ 206 milhões e conclusão prevista para 2016, a obra começou em 2013 e vai da PE-15, em Olinda, e segue até a Ponte do Janga, em Paulista. Ao todo, segundo o presidente da Cehab, 700 imóveis foram desapropriados devido às obras. “Isso gera ações judiciais, gera uma série de problemas”, afirma Lisboa.

“Não é somente ter a questão do recurso, mas às vezes a pessoa que está sendo desapropriada entra com uma ação na Justiça, que tem todo o direito. […] Então tem que parar, tem que se defender, tem que ser julgada e tem que ser paga. […] Tem muita gente que só saiu agora, porque uma ação leva três, quatro anos”, diz o presidente da Cehab.

 
Imagem mostra a situação da cidade de Olinda na quarta-feira (24); diversos bairros ficaram alagados — Foto: Reprodução/TV Globo

Imagem mostra a situação da cidade de Olinda na quarta-feira (24); diversos bairros ficaram alagados — Foto: Reprodução/TV Globo

Ainda segundo Lisboa, o momento de desapropriações foi suplantado. “Os últimos 12 imóveis estão sendo demolidos. A primeira etapa do canal, que são 2,5 km, será entregue em janeiro de 2020. É uma determinação nossa”, afirma.

A partir de 30 de agosto, há previsão de que seja dada uma ordem de serviço para a construção de vias marginais. “Essa obra tem um prazo de 12 meses”, diz o presidente da Cehab.

“No nosso cronograma, dentro do nosso planejamento, a gente espera entregar toda essa obra à população em novembro de 2022. Temos um grupo de trabalho e o Tribunal de Contas [do Estado] faz o acompanhamento dessa obra e isso pode ser acompanhado pelo cidadão”, diz Lisboa.

Chuvas

Na quarta-feira (24), com as chuvas na Região Metropolitana do Recife, diversos bairros de Olinda ficaram completamente alagados. Ao todo, 12 pessoas morreram em Olinda, no Recife e em Abreu e Lima, devido a deslizamentos de barreiras.

 
Veja as cidades onde ocorreram as 12 mortes causadas pelas chuvas no Grande Recife — Foto: Arte/G1

You may be interested

Após depor por cinco horas, Paulo Marinho diz que processo é ‘sigiloso’ e não dá declarações
Brasil
Brasil

Após depor por cinco horas, Paulo Marinho diz que processo é ‘sigiloso’ e não dá declarações

Rosana Flores - 20/05/2020

Após cerca de cinco horas de depoimento na superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, o empresário Paulo Marinho disse que não podia comentar sobre o…

Senado aprova projeto que inclui morte pela Covid-19 em seguro de vida
Brasil
Brasil

Senado aprova projeto que inclui morte pela Covid-19 em seguro de vida

Rosana Flores - 20/05/2020

Por unanimidade, o Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (20), projeto que inclui casos de morte pela Covid-19 na cobertura de seguros de vida. O texto também impede…

Campos Neto diz que projeto sobre autonomia do BC está pronto para ser votado
Brasil
Brasil

Campos Neto diz que projeto sobre autonomia do BC está pronto para ser votado

Rosana Flores - 20/05/2020

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quarta-feira (20) que o projeto de autonomia da instituição está pronto para ser votado. Nas últimas semanas,…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Most from this category