Os metroviários e metroviárias decidirão nesta quinta-feira (19), durante uma Assembleia Geral Extraordinária se entrarão em greve com a paralisação já começando a meia-noite desta sexta-feira (20).

Tudo será decidido na noite de hoje. Os metroviários são contra o processo de estadualização/ privatização que está sendo estudado pelo Governo Federal, junto o Governo do Estado. O Sindmetro-PE também defende uma tarifa social de R$ 2 reais para os trabalhadores. Atualmente a tarifa do metrô do Recife é de R$ 4,25.

Confira a nota oficial do Sindmetro-PE:

A diretoria do Sindmetro-PE se encontrou na manhã desta quarta-feira (18) com a vice-governadora Luciana Santos, o Secretário de Planejamento de Pernambuco, Alexandre Rêbelo e o Presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes para cobrar um posicionamento do Governo Estadual em relação ao processo de estadualização/ privatização do metrô do Recife.

O Sindicato ratificou que é contra a estadualização e que espera até a Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada na noite de amanhã (19), uma nota do Governo do Estado desistindo do processo que está em andamento. Em caso de um posicionamento que não seja a desistência da estadualização/ privatização, a categoria que é soberana em suas decisões, pode decretar paralisação do Sistema metroviário na sexta-feira (20).

Independentemente do posicionamento do Governo Estadual, o SINDMETROPE continuará vigilante e na luta contra a privatização do sistema metroviário e em defesa da tarifa social de R$2,00 para atender aos trabalhadores e trabalhadoras pernambucanos que dependem do metrô, além de cobrar do governo Federal os investimentos e verbas de custeio para voltarmos a ser um metrô referência em transporte público e de qualidade.