A disputa contou com a participação de 38 equipes formadas por estudantes do ensino fundamental e médio de diferentes estados brasileiros

Estudantes de escolas públicas e particulares da Região Metropolitana do Recife foram destaque na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). O torneio é considerado o maior evento de Robótica da América Latina. Conquistando o pódio da competição, o primeiro e segundo lugar é formado por alunos da Rede Municipal de Ensino do Recife. O terceiro lugar foi conquistado por um colégio particular de Jaboatão dos Guararapes.

A etapa final da competição nacional, aconteceu entre os dias 17 e 22 de outubro, no município de São Bernardo do Campo, em São Paulo. A disputa reuniu 38 equipes de diferentes estados. Os recifenses conquistaram medalha de ouro e prata com as equipes Robotnik e Águia de Prata, das Escolas Municipais Doutor Rodolfo Aureliano e Antônio Farias, respectivamente. A equipe DM Robotics, do Colégio Divino Mestre, conquistou a medalha de bronze.

A prova na etapa final consistiu em um robô que precisava seguir uma linha no chão com sensores, identificar e evitar obstáculos. Passar por gangorras e subir uma rampa. No topo o robô tinha de identificar vítimas mortas e vivas representadas por bolas de isopor. Pegar essas vítimas com uma garra. E colocar em uma área de segurança.

A OBR acontece em várias etapas regionais em todos estados do Brasil. Em Pernambuco, o evento é organizado pela Prefeitura de Recife, e conta com o apoio da CESAR School.

“Trabalhar na construção desses robôs desenvolve inúmeras habilidades técnicas que são muito procuradas pelas empresas hoje em dia. Esses jovens também entram na área acadêmica produzindo pesquisas importantes em eletrônica, mecânica, programação, como também design e metodologias na elaboração de projetos. É imensurável falar do tamanho do desenvolvimento que essas competições trazem para os estudantes” comenta, Henrique Foresti, professor da CESAR School.

A delegação Pernambucana ainda contou com a participação de Julia Dias e Pedro Jorge, alunos da UFPE, responsáveis pela organização e todas as questões técnicas da competição. Já Diogo Lacerda, colaborador da CESAR School, atuou como árbitro na liga ‘At Home’ que trata de robôs domésticos.

Recife Antigo: destaque nacional em tecnologia

Além do turismo, eventos culturais e iguarias pernambucanas ao som de muita música regional. O bairro do Recife Antigo oferece muita tecnologia e modernidade. Visto com prestígio por todo o Brasil, o Porto Digital do Recife é dos maiores polos de tecnologia do país. Reuni mais de 15 mil colaboradores em espaço que conta com seis incubadoras de soluções tecnológicas públicas e privadas, sete institutos de Ciência e Tecnologia, e mais de 300 empresas no parque.

Com um investimento total avaliado em mais de R$ 80 milhões, o antigo moinho, que por anos processou toneladas de trigo, foi revitalizado e abrigará espaços de trabalho com muitos serviços à disposição. O novo Moinho Recife Business & Life, está em fase de finalização e amplia de forma notória a cartela de serviços a serem ofertados no Porto Digital. Desde 2019, já tem gerado emprego e renda de forma direta e indireta para mil trabalhadores. Quando concluído, a expectativa é que cerca de 3 mil empregos diretos e indiretos sejam gerados.