Após ter sido um dos primeiros países a viver a realidade do coronavírus e entrar em crise sanitária, chegou a vez da Itália de avançar no combate à pandemia. A nação, que passa pelo processo de vacinação e queda de casos, com a pressão sobre os hospitais diminuindo constantemente, vai suspender o uso obrigatório de máscaras ao ar livre nas chamadas ‘zonas brancas’ (quando a região apresenta baixo risco/está com poucos casos de contaminação) a partir da próxima segunda-feira (28).

O país está dividido em 20 regiões elencadas no sistema italiano de código de cores de quatro camadas para calibrar as restrições. Das 20, 19 das regiões já estão na faixa branca, com exceção da minúscula área do Vale de Aosta que está na fase amarela, denotando o segundo nível de risco mais baixo.

A partir de 28 de junho deixaremos para trás a necessidade de usar máscaras em zonas brancas”, publicou Roberto Speranza, ministro da Saúde, após ser aconselhado por especialistas do governo.

No entanto, os italianos devem levar uma máscara com eles quando saírem de casa e estarem prontos para caso se deparem com uma multidão ou ambiente aglomerado.

 

Foto: Reprodução/Internet