A vereadora Liana Cirne (PT) apresentou, nesta quinta-feira (1º), o Projeto de Lei da Cultura Popular ao secretário de Cultura do Recife, Ricardo Mello, e ao presidente da Fundação de Cultura da Cidade do Recife (FCCR), José Manoel Sobrinho, em encontro na sede da Prefeitura do Recife.

O projeto, de autoria da parlamentar petista, propõe um conjunto de ações para a valorização e preservação das expressões culturais populares e tradicionais. “O fundamental desse projeto de lei é transformar a valorização de nossas mestras, mestres, artistas e agremiações da Cultura Popular em política de Estado para que essa política não dependa mais da visão da gestão que estiver à frente da Prefeitura”, explicou.

Entre os pontos do projeto destacados por Liana no encontro estão a salvaguarda, valorização e preservação do patrimônio imaterial da Cultura Popular; o reconhecimento dos espaços de povos e comunidades tradicionais de matriz africana e indígena; inclusão da culturas popular e tradicional no currículo da rede municipal de ensino; acessibilidade para editais e chamadas públicas, maior equidade no pagamento dos cachês e infraestrutura digna para os representantes da nossa Cultura Popular.

A proposta foi bem recebida pelo secretário Ricardo Mello e pelo presidente da FCCR, José Manoel Sobrinho. “O projeto tem muitos pontos em comum com a política cultural que estamos desenvolvendo. Inclusive com nosso projeto do Patrimônio Vivo do Recife”, destacou Ricardo Mello. “A gente quer a boa arte, mas a gente quer também que quem faz a boa arte tenha boas condições de fazer arte”, completou José Manoel.

O Projeto de Lei da Cultura Popular, ainda em tramitação na Câmara Municipal do Recife, recebeu parecer favorável da Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes; devendo seguir para a Comissão de Legislação e Justiça e em seguida para o plenário da Câmara.